CC BY-NC-ND 4.0 · Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2020; 55(06): 748-754
DOI: 10.1055/s-0039-3402459
Artigo Original
Ombro e cotovelo

Consolidação dos tubérculos na artroplastia reversa do ombro após fratura proximal do úmero: Existe melhoria nos resultados funcionais?

Article in several languages: português | English
1  Departamento de Ortopedia, Centro Hospitalar e Universitário do Porto, Porto, Portugal
,
Sérgio Figueiredo
2  Departamento de Ortopedia, Centro Hospitalar de Leiria, Leiria, Portugal
,
Manuel Marques
3  Departamento de Ortopedia, Centro Hospitalar do Litoral Alentejano, Santiago do Cacém, Portugal
,
Claudia Rodrigues
1  Departamento de Ortopedia, Centro Hospitalar e Universitário do Porto, Porto, Portugal
,
Joaquim Ramos
1  Departamento de Ortopedia, Centro Hospitalar e Universitário do Porto, Porto, Portugal
,
Rui Claro
1  Departamento de Ortopedia, Centro Hospitalar e Universitário do Porto, Porto, Portugal
› Author Affiliations

Resumo

Objetivo Comparar os resultados funcionais entre pacientes com fratura complexa do úmero proximal submetidos a artroplastia reversa com tubérculos consolidados e tubérculos não consolidados. O objetivo secundário foi determinar a taxa de consolidação dos tubérculos com este tipo de prótese.

Métodos Estudo de tipo coorte, retrospectivo, com coleta prospectiva de dados. No total, 28 pacientes cumpriram os critérios de inclusão: idade superior a 65 anos, prótese reversa do ombro por fratura complexa do úmero proximal (3 ou 4 partes, segundo Neer), e tempo de seguimento mínimo de 24 meses. Aos seis meses, todos os pacientes foram avaliados radiograficamente quanto à consolidação dos tubérculos e divididos em dois grupos: grupo com tubérculos consolidados e grupo com tubérculos não consolidados. A avaliação funcional realizou-se segundo o sistema de pontuação de Constant, da amplitude de movimento ativo, e da Escala Visual Analógica (EVA) à data da última consulta. Registaram-se todas as complicações.

Resultados A consolidação dos tubérculos ocorreu em 21 pacientes (76,3%). Verificou-se diferenças estatisticamente significativas no sistema de pontuação de Constant (p < 0.001), elevação anterior (p = 0.020), rotação interna (p = 0.001) e externa (p = 0.003), quando se comparou o grupo dos tubérculos consolidados com o grupo dos tubérculos não consolidados. Não houve diferenças significativas na EVA entre os 2 grupos.

Conclusão A consolidação dos tubérculos traduz uma melhoria dos resultados funcionais em pacientes submetidos a artroplastia reversa do ombro como tratamento de fraturas complexas do úmero proximal em idosos.



Publication History

Received: 09 January 2019

Accepted: 15 August 2019

Publication Date:
07 February 2020 (online)

© 2020. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. This is an open access article published by Thieme under the terms of the Creative Commons Attribution-NonDerivative-NonCommercial License, permitting copying and reproduction so long as the original work is given appropriate credit. Contents may not be used for commercial purposes, or adapted, remixed, transformed or built upon. (https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/)

Thieme Revinter Publicações Ltda.
Rua do Matoso 170, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20270-135, Brazil