CC BY-NC-ND 4.0 · International Journal of Nutrology 2018; 11(S 01): S24-S327
DOI: 10.1055/s-0038-1674897
Trabalhos Científicos
Thieme Revinter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

os Benefícios dos Ácidos Graxos Ômega 3 na Alimentação: uma Breve Revisão

Camila Pacheco da Silva
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Carolina da Silva Ponciano
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Mayara Gabrielly Germano de Araújo
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Edson Douglas Silva Pontes
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Renally de Lima Moura
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Natália Dantas de Oliveira
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Emelly Naiara dos Anjos Dantas
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Elisiane Beatriz da Silva
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
José Thiago Alves de Sousa
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Shirlayne Carla Alves de Oliveira
1  Universidade Federal de Campina Grande
,
Vanessa Bordin Viera
1  Universidade Federal de Campina Grande
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

Publication Date:
27 September 2018 (online)

 
 

    Introdução: o ácido graxo ômega-3, é chamado de ácido alfa-linolênico sendo caracterizado por ser poli-insaturado essencial pois previne sintomas de deficiência e não pode ser sintetizado pelo organismo dos seres humanos. Desta forma, deve ser assimilado através do consumo de alimentos. o consumo dietético de PUFA ômega-3 é recomendado em diretrizes internacionais para a população em geral principalmente por prevenir a ocorrência de diversas doenças.

    Objetivo: Esta revisão de literatura tem por objetivo demonstrar os principais benefícios nutricionais da introdução de ácidos graxos ômega 3 na alimentação.

    Metodologia: Refere-se a uma revisão por união de literaturas, no qual foram selecionados 5 artigos na língua portuguesa, referentes aos anos de (2014) à (2018), estes localizados na base Scielo e Google Acadêmico e os relatadores: suplementação, benéficos nutricionais, ômega 3.

    Resultados: os ácidos graxos poli-insaturados ômega-3 de cadeia longa (LCO3 – PUFAs) têm efeitos antiarrítmicos, reduzem a pressão arterial e diminuem os triglicerídeos. Estudos recentes têm relacionado o consumo de alimentos fontes de ômega-3 com a melhora da concentração e da memória, aumento da motivação e da velocidade de reação, aumento das habilidades motoras e prevenção de doenças degenerativas. Além de que, dentre os benefícios do consumo de ômega-3 destaca-se principalmente a diminuição das taxas de triglicérides e do colesterol total sanguíneo, sendo fator importante na redução da pressão arterial de indivíduos com hipertensão leve, diminuição da incidência de doenças coronarianas e aterosclerose, melhora na resposta inflamatória e consequentemente no sistema imunológico. Ademais, está relacionado com a inibição da depressão e diminuição da proliferação de células cancerígenas.

    Conclusão: Portanto, conclui-se que o ômega 3 agrega diversos benefícios a saúde dos indivíduos principalmente no requisito prevenção e ocorrências de doenças. Entretanto devemos ressaltar que o excesso de qualquer alimento pode ser prejudicial à saúde e que apesar do ômega-3 ser considerado um alimento funcional, é importante lembrarmos que ele é uma gordura e como todas as gorduras, agrega valor calórico aos alimentos. Neste caso, seu consumo deve ser realizado em substituição de outras gorduras e não apenas em adição ao restante da alimentação diária, sendo seu consumo estimulado dentro dos hábitos alimentares adequados.


    #

    No conflict of interest has been declared by the author(s).