CC BY-NC-ND 4.0 · International Journal of Nutrology 2018; 11(S 01): S24-S327
DOI: 10.1055/s-0038-1674359
Trabalhos Científicos
Thieme Revinter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Ação Dos Fitoesteróis nas Doenças Cardiovasculares

Elen Carla Alves da Silva
1   Universidade Federal de Campina Grande
,
Victor Kaiqui Silva Souza
1   Universidade Federal de Campina Grande
,
Guilherme Silva Freire de Souza
1   Universidade Federal de Campina Grande
,
Susana Arruda Cordeiro
1   Universidade Federal de Campina Grande
,
Jessica Carolayne Silva de Oliveira
1   Universidade Federal de Campina Grande
,
Edna Carla Araujo Silva
1   Universidade Federal de Campina Grande
,
Anna Luyza Silva Barros
1   Universidade Federal de Campina Grande
,
Ana Cristina Silveira Martins
1   Universidade Federal de Campina Grande
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

Publication Date:
27 September 2018 (online)

 
 

    Introdução: As doenças cardiovasculares são problemas que atingem o coração e os vasos sanguíneos. o risco de desenvolver doenças cardiovasculares são maiores em pessoas com estilo de vida pouco saudável, por isso, na maioria das vezes é possível prevenir essas enfermidades. a principal forma de prevenção é com uma alimentação equilibrada. em virtude do nível de colesterol LDL aumentado ser um dos fatores de risco das doenças cardiovasculares, por desencadear um processo inflamatório no vaso sanguíneo ou no coração. Os nutricionistas vêm adotando de dietas ricas em fitoesteróis para prevenir as doenças cardiovasculares.

    Objetivo: Verificar a ação dos fitoesteróis nas doenças cardiovasculares.

    Metodologia: para isso realizou-se uma revisão de literatura, de caráter exploratório e descritivo. Os dados foram selecionados em banco de dados online, sendo: SciELO, PubMed e CAPES. o critério de busca foi com base nos descritores: “Fitoesteróis”, “Alimentos funcionais” e “Doenças cardiovasculares”. a seleção dos artigos foram publicações nacionais, no período de 2014 a 2018.

    Resultados: a descoberta dos fitoesteróis foi na década de 1950, mas só em 1990 foram incorporados aos alimentos funcionais. Sua estrutura molecular é semelhante a do colesterol, existe competitividade entre as duas moléculas, reduzindo a absorção do colesterol. Portanto, tem sido utilizado como adjuvante para prevenção e tratamento das doenças cardiovasculares. Os pacientes que receberam fitoesteróis tiveram os níveis de LDL e colesterol sérico diminuídos e manteve os de HDL e triglicerídeos. Os níveis de glicemia de jejum e hemoglobina glicada também diminuíram o que representa melhora na resistência à insulina. o IGF-1 aumentou na circulação favorecendo a menor oxidação do LDL. Os níveis de PCR reduziram e o de superóxido 15 dismutase aumentou, o que diminui a inflamação sistêmica e melhora na capacidade antioxidante. E, além disso, as células progenitoras endoteliais aumentaram na circulação atuantes na modulação benéfica da aterosclerose. Dietas a base de alimentos vegetais, como por exemplo.

    Conclusão: Conclui-se que os fitoesteróis têm seu benefício comprovado quanto a sua ação hipocolesteromiante contribuindo para a prevenção de doenças cardiovasculares.


    #

    No conflict of interest has been declared by the author(s).