CC BY-NC-ND 4.0 · Rev Bras Ortop (Sao Paulo)
DOI: 10.1055/s-0041-1732330
Artigo original

Artroplastia total do quadril não cimentada em pacientes com osteoartrose secundária à doença de Legg-Calvé-Perthes em comparação com a osteoartrose primária: Um estudo caso-controle

Article in several languages: português | English
1  Disciplina de Ortopedia e Traumatologia, Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro, Universidade de Santo Amaro, São Paulo, SP, Brasil
,
2  Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
3  Grupo de Quadril, Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
3  Grupo de Quadril, Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
3  Grupo de Quadril, Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
3  Grupo de Quadril, Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
› Author Affiliations

Resumo

Objetivo Realizar uma avaliação clínica, funcional e radiográfica comparativa da artroplastia total do quadril (ATQ) realizada com prótese não cimentada em casos de osteoartrose secundária à doença de Legg-Calvé-Perthes (DLCP) e em casos de osteoartrose primária.

Métodos No presente estudo caso-controle, foram revisados os prontuários dos pacientes internados em um hospital universitário entre os anos de 2008 e 2015. Os pacientes foram submetidos a ATQ devido a sequelas da DLCP, sendo comparados com um grupo controle de pacientes submetidos à mesma cirurgia por osteoartrose primária do quadril. Os pacientes foram recrutados para a realização de uma análise clínica, funcional e radiográfica, na qual foram comparadas as avaliações no pós-operatório imediato e na última consulta de acompanhamento, levando em consideração o tempo cirúrgico, o tamanho dos componentes protéticos e as complicações.

Resultados Comparamos 22 pacientes do grupo de estudo (25 quadris) com 22 pacientes (25 quadris) do grupo controle, todos os quais foram submetidos a ATQ com a mesma prótese não cimentada. Houve um maior comprometimento funcional no grupo de pacientes com sequelas da DLCP (p = 0,002). Ocorreram 4 fraturas periprotéticas femorais no intraoperatório do grupo DLCP, sendo que não ocorreu nenhuma no grupo de osteoartrose primária (p = 0,050).

Conclusões Existe um risco elevado de fratura periprotética femoral no intraoperatório com resultados clínico-funcionais mais desfavoráveis aos pacientes que foram submetidos à ATQ não cimentada devido a osteoartrose secundária às sequelas da DLCP do que naqueles que foram submetidos à mesma cirurgia por osteoartrose primária de quadril.

Observação

Trabalho desenvolvido no Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.


Fontes de Financiamento

O presente estudo não recebeu financiamento ou apoio financeiro de qualquer espécie.




Publication History

Received: 04 August 2020

Accepted: 11 February 2021

Publication Date:
01 October 2021 (online)

© 2021. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. This is an open access article published by Thieme under the terms of the Creative Commons Attribution-NonDerivative-NonCommercial License, permitting copying and reproduction so long as the original work is given appropriate credit. Contents may not be used for commecial purposes, or adapted, remixed, transformed or built upon. (https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/)

Thieme Revinter Publicações Ltda.
Rua do Matoso 170, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20270-135, Brazil