CC BY-NC-ND 4.0 · Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2020; 55(05): 642-648
DOI: 10.1055/s-0040-1709200
Artigo Original
Coluna

Parafusos pediculares e violação facetária – A importância do ângulo entre a faceta e o parafuso

Article in several languages: português | English
1  Instituto de Patologia da Coluna (IPC), São Paulo, SP, Brasil
,
1  Instituto de Patologia da Coluna (IPC), São Paulo, SP, Brasil
2  University of California, UCSD, San Diego, CA, Estados Unidos da América
,
1  Instituto de Patologia da Coluna (IPC), São Paulo, SP, Brasil
,
1  Instituto de Patologia da Coluna (IPC), São Paulo, SP, Brasil
,
1  Instituto de Patologia da Coluna (IPC), São Paulo, SP, Brasil
› Author Affiliations

Resumo

Objetivo Verificar se, independente da técnica de colocação do parafuso, há uma distância ou angulação segura em relação as facetas para que os parafusos sejam colocados de modo a evitar a violação da articulação facetária.

Métodos Estudo retrospectivo, comparativo, não randomizado, em centro único. Foram avaliados em tomografia computadorizada axial: o ângulo do parafuso/barra em relação a linha média, o ângulo do centro das facetas em relação a linha média, a distância entre a cabeça do parafuso/barra até a linha média, e a distância do centro das facetas até a linha média; a violação da articulação facetária será avaliada em uma gradação de 0 a 2. Serão também calculados a diferença entre o ângulo do parafuso e ângulo da faceta (Δ Ångulo) e também a diferença entre a distância da faceta e a distância do parafuso (Δ Distância).

Resultados Um total de 212 pacientes e 397 facetas foram analisados (196 do lado esquerdo e 201 do lado direito). Destes, 303 foram não violados (grau 0), correspondendo a 76,32%, e 94 sofreram algum tipo de violação (grau 1 e 2), correspondendo a 23,68%. A média do Δ ângulo foi de 9,87° +/−  4,66° (grau 0) e de 3,77° +/−  4,93° em facetas (grau 1 e 2) (p < 0.001), e o Δ distância médio nos casos em que não houve violação foi de 0,94 unidades aleatórias (u.a.) +/− 0,39 u.a., enquanto o Δ distância de casos G1 e G2 foi de 0,56 u.a. +/−  0,25 u.a. (p < 0.001).

Conclusão As medidas de ângulo e distância entre faceta e parafuso, podem auxiliar na colocação de parafusos. Esses parâmetros podem ser utilizados como medidas de segurança com o uso mais frequentes das técnicas de navegação cirúrgica.



Publication History

Received: 18 September 2019

Accepted: 27 January 2020

Publication Date:
08 June 2020 (online)

© 2020. The Author(s). This is an open access article published by Thieme under the terms of the Creative Commons Attribution-NonDerivative-NonCommercial-License, permitting copying and reproduction so long as the original work is given appropriate credit. Contents may not be used for commercial purposes, or adapted, remixed, transformed or built upon. (https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/).

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Published by Thieme Revinter Publicações Ltda
Rio de Janeiro, Brazil