CC BY-NC-ND 4.0 · International Journal of Nutrology 2017; 10(04): 145-152
DOI: 10.1055/s-0040-1705646
RELATO DE CASO
Thieme Revinter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

O benefício da terapia nutrológica parenteral intradialítica

Renata Silva Machado
1  Hospital Universitário Ciências Médicas, Mestranda em Ciências da Saúde da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

22 April 2017

12 December 2017

Publication Date:
17 February 2020 (online)

RESUMO

A desnutrição proteico-calórica incide em 20 a 70% dos pacientes com insuficiência renal crônica (IRC) em tratamento por hemodiálise (HD), contribuindo para as elevadas taxas de morbi-mortalidade. A nutrição parenteral intradialítica (NPI) é uma opção terapêutica para a melhora do estado nutricional.

Objetivo: Revisar o papel da dieta parenteral intradialítica (NPID) como uma modalidade de suplementação nutricional para paciente com doença renal crônica em hemodiálise.

Conclusão: A desnutrição é comum em pacientes renais crônicos em hemodiálise e afeta negativamente o seu prognóstico. A maioria desses pacientes apresentam baixo consumo de energia e proteínas pela dieta, dessa maneira, os suplementos nutricionais específicos para a doença renal são necessários para alcançar as necessidades energéticas e proteícas.

A NPID parece ser favorável para melhora a longo prazo do estado nutricional do paciente em HD, mostrando eficiente em reverter o hipercatabolismo proteico e o aumento do gasto de energia que ocorre durante a HD. No entanto, vale mencionar que NPID apresenta custo superior à terapia nutricional oral e via sonda. Sendo assim, a relação custo-benefício dessa via de acesso ainda precisa ser melhor investigada.

ABSTRACT

Protein-calorie malnutrition affects 20 to 70% of patients with chronic renal failure (CRF) in hemodialysis treatment (HD), contributing to the high morbidity and mortality rates. The intradialytic parenteral nutrition (IPN) is a therapeutic option for the improvement of nutritional status.

Objective: To review the role of intradialytic parenteral nutrition (NPID) as a form of nutritional supplementation for patients with chronic kidney disease on hemodialysis.

Conclusion: Malnutrition is common in chronic renal failure patients on hemodialysis and negatively affects prognosis. Most of these patients have low energy and protein in the diet, thus, specific nutritional supplements for kidney disease are needed to meet the energy requirements and protein.

The NPID seems to be favorable for long-term improvement of the HD patient’s nutritional status, showing effective in reversing the protein hypercatabolism and increased energy expenditure that occurs during HD. However, it is worth mentioning that NPID presents higher cost to oral nutritional therapy and enteral. Thus, the cost-effectiveness of this access route should be further investigated.