CC BY-NC-ND 4.0 · Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2020; 55(04): 448-454
DOI: 10.1055/s-0039-3402458
Artigos Originais
Mão

Prevalência de ausência de função dos tendões do músculo flexor superficial do quarto e quinto dedos da mão na população brasileira[]

Article in several languages: português | English
1  Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
1  Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
1  Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
1  Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
1  Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
,
1  Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
› Author Affiliations

Resumo

Objetivos Avaliar a prevalência da ausência de função dos tendões do músculo flexor superficial do quarto e quinto dedos em uma população brasileira.

Métodos Estudo prospectivo foi realizado no departamento de ortopedia e traumatologia de um hospital universitário. O estudo foi desenvolvido no período de outubro de 2017 a abril 2018. A amostra foi formada por voluntários sem histórico de trauma, cirurgia ou qualquer afecção dos membros superiores. Foram incluídos neste estudo indivíduos de ambos os gêneros com idade igual ou superior a 18 anos. A avaliação da função do tendão do múculo flexor superficial do quarto e quinto dedos foi realizada por meio de testes clínicos por três examinadores independentes. Para análise dos dados foi utilizado o programa GraphPad Prism 5.0 (GraphPad Software, San Diego, CA, EUA).

Resultados Foram analisados 1.008 voluntários totalizando 2.016 mãos. A prevalência da ausência de função do tendão do músculo flexor superficial do quarto dedo foi de 0,56% na mão direita e 0,99% na mão esquerda. Em relação ao gênero, foi verificado na mão direita uma maior prevalência da ausência de função do flexor superficial do quarto dedo no gênero feminino quando comparado ao masculino (p = 0,0328). Na mão esquerda não foi observada diferença entre os gêneros (p = 0,7562). A ausência de função do músculo flexor superficial no quinto dedo foi de 34,53% na mão direita e de 30,06% na mão esquerda. Quando analisamos o quinto dedo em relação aos gêneros, foi verificado que a prevalência da ausência de função do músculo flexor superficial foi mais frequente no gênero feminino que no masculino, tanto na mão direita (p = 0.0001) como na mão esquerda (p = 0.0003).

Conclusão Apesar de haver estudos realizados separadamente em diversas etnias, não havia na literatura dados referentes à prevalência da ausência de função do músculo flexor superficial do quarto e quinto dedos da mão em uma população miscigenada como a brasileira.

Trabalho desenvolvido na disciplina de cirurgia da mão e membro superior do departamento de ortopedia e traumatologia da Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.




Publication History

Received: 18 January 2019

Accepted: 15 August 2019

Publication Date:
29 May 2020 (online)

© 2020. The Author(s). This is an open access article published by Thieme under the terms of the Creative Commons Attribution-NonDerivative-NonCommercial-License, permitting copying and reproduction so long as the original work is given appropriate credit. Contents may not be used for commercial purposes, or adapted, remixed, transformed or built upon. (https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/).

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Published by Thieme Revinter Publicações Ltda
Rio de Janeiro, Brazil