CC BY-NC-ND 4.0 · Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2020; 55(01): 048-053
DOI: 10.1055/s-0039-1700822
Artigo Original
Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Published by Thieme Revinter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Discectomia endoscópica transforaminal lombar: Resultados clínicos e complicações[*]

Article in several languages: português | English
1  Faculdade de Medicina do ABC, Santo André, SP, Brasil
,
João Paulo Machado Bergamaschi
2  Clínica Kennedy, São Paulo, SP, Brasil
,
Álvaro Dowling
2  Clínica Kennedy, São Paulo, SP, Brasil
,
Luciano Miller Reis Rodrigues
1  Faculdade de Medicina do ABC, Santo André, SP, Brasil
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

20 September 2018

22 January 2019

Publication Date:
28 February 2020 (online)

Resumo

Objetivo Avaliar os resultados clínicos e funcionais da discectomia endoscópica transforaminal lombar.

Materiais e Métodos De agosto de 2015 a janeiro de 2017, 101 pacientes portadores de hérnia de disco lombar refratária ao tratamento clínico foram submetidos a discectomia endoscópica. Por meio de avaliação clínica pela Escala Visual Analógica e análise funcional pelo questionário Oswestry Disability Index, os pacientes foram analisados no período pré-operatório, no pós-operatório imediato, com 1 mês, 3 meses, 6 meses e 1 ano após a cirurgia.

Resultados A média de idade dos participantes foi de 48.1 anos. Os níveis discais mais acometidos foram L4-L5, seguidos de L5-S1. Um total de 29 pacientes foram abordados em 2 níveis discais. Após 1 mês de seguimento pós-operatório, a média das pontuações nos questionários (EVA e ODI) diminuiu significativamente (p < 0.001).

Conclusão A discectomia endoscópica transforaminal lombar mostrou ser uma alternativa segura, eficaz e minimamente invasiva para o tratamento de hérnia de disco lombar. O procedimento tem vantagens, como curto período de internação hospitalar, cirurgia realizada sob anestesia local e sedação, retorno precoce às atividades diárias, e baixa taxa de complicações.

* Trabalho Desenvolvido na Faculdade de Medicina do ABC, Santo André, SP, Brasil.