CC BY-NC-ND 4.0 · International Journal of Nutrology 2018; 11(S 01): S24-S327
DOI: 10.1055/s-0038-1674907
Trabalhos Científicos
Thieme Revinter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Óleo de Coco É Realmente uma Escolha Saudável?

Raquel Bonati Moraes Ibsch
1   Universidade Regional de Blumenau
,
Carolina Krebs de Souza
1   Universidade Regional de Blumenau
,
Mercedes Gabriela Ratto Reiter
1   Universidade Regional de Blumenau
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

Publication Date:
27 September 2018 (online)

 

Introdução: o óleo de coco tem sido amplamente divulgado na mídia como um óleo saudável, com benefícios relacionados à redução da gordura e do peso corporal, bem como indicado para a prevenção ou tratamento de doenças cardiovasculares. Entretanto, é preciso ter cautela, afinal é um óleo rico em gorduras saturadas e, quando consumido em excesso, pode não ser tão benéfico quanto se acredita.

Objetivo: Elaborar revisão bibliográfica para avaliar a veracidade destas afirmações do ponto de vista científico.

Metodologia: Revisão bibliográfica utilizando artigos com Qualis A1 a B2.

Resultados: os óleos e as gorduras vegetais são muito importantes para alimentação: fornecem energia ao organismo, são boas fontes de ácidos graxos mono e poli-insaturados e de vitamina E, atuam como veículo das vitaminas lipossolúveis e não possuem colesterol. o óleo de coco, cuja obtenção é a partir da polpa do coco fresco maduro, pode ser consumido na forma refinada, branqueada e desodorizada e, mais recentemente, na forma não refinada/virgem. Trata-se de um óleo com mais de 80% de ácidos graxos saturados. Evidências científicas sugerem que, quando comparado aos óleos vegetais ricos em ácidos graxos insaturados, o consumo do óleo de coco aumenta o nível de colesterol total (CT) e da lipoproteína de baixa densidade (LDL-colesterol), o que contribui para um maior risco cardiovascular. Já com relação a seu efeito sobre a razão entre o CT e a lipoproteína de alta densidade (HDL-colesterol), por outro lado, ainda foi pouco reportado. Não há evidência que o óleo de coco age de forma consistentemente d.

Conclusão: o impacto da gordura e dos óleos na saúde depende, em grande parte, do tipo de alimento consumido e do nível de atividade física que é praticada. Recomenda-se fazer escolhas alimentares equilibradas na dieta em geral.