CC BY-NC-ND 4.0 · Arquivos Brasileiros de Neurocirurgia: Brazilian Neurosurgery 2018; 37(03): 267-274
DOI: 10.1055/s-0036-1584202
Case Report | Relato de Caso
Thieme Revinter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Espondilodiscite com comprometimento extenso da coluna vertebral – relato de caso

Article in several languages: English | português
Rodrigo Moreira Faleiro
1  Department of Neurosurgery, Hospital Felício Rocho, Belo Horizonte, MG, Brazil
,
Marcos Antônio Sales
1  Department of Neurosurgery, Hospital Felício Rocho, Belo Horizonte, MG, Brazil
,
Luiz Alberto Otoni Garcia
1  Department of Neurosurgery, Hospital Felício Rocho, Belo Horizonte, MG, Brazil
,
Vítor Vieira de Souza Moraes
1  Department of Neurosurgery, Hospital Felício Rocho, Belo Horizonte, MG, Brazil
,
Renato Rinco Fontoura
1  Department of Neurosurgery, Hospital Felício Rocho, Belo Horizonte, MG, Brazil
,
Bernardo Pinto Coelho Keuffer Mendonça
1  Department of Neurosurgery, Hospital Felício Rocho, Belo Horizonte, MG, Brazil
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

18 February 2016

21 March 2016

Publication Date:
14 June 2016 (online)

  

Resumo

A espondilodiscite constitui-se de um processo inflamatório, de origem infecciosa, que acomete, primariamente, o disco intervertebral, e propaga-se para os corpos vertebrais vizinhos, evoluindo frequentemente para um quadro de osteomielite, com consequente dano neurológico associado, na vigência de compressão de estruturas como nervos e medula espinal. O diagnóstico é muitas vezes tardio, com período médio de 2 a 6 meses, desde o primeiro sintoma até a confirmação da doença, de modo que os exames laboratoriais e de imagem possuem papel importante no diagnóstico de espondilodiscite, bem como na orientação do tratamento a ser seguido (conservador ou cirúrgico). Relata-se um caso de comprometimento extenso da coluna vertebral, discutindo-se a respeito da epidemiologia da doença, seu diagnóstico, e os princípios terapêuticos adotados.