CC BY-NC-ND 4.0 · Arquivos Brasileiros de Neurocirurgia: Brazilian Neurosurgery 2018; 37(03): 280-283
DOI: 10.1055/s-0036-1581084
Case Report | Relato de Caso
Thieme Revinter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Herniação medular idiopática – relato de caso

Article in several languages: English | português
Rogerio Cirineo Sacco
1  Rede SARAH de Hospitais, Brasília, DF, Brazil
,
Ricardo de Amoreira Gepp
1  Rede SARAH de Hospitais, Brasília, DF, Brazil
,
Marco Rolando Sainz Quiroga
1  Rede SARAH de Hospitais, Brasília, DF, Brazil
,
Henrique Caetano de Souza
1  Rede SARAH de Hospitais, Brasília, DF, Brazil
,
Vitor Viana Bonan de Aguiar
1  Rede SARAH de Hospitais, Brasília, DF, Brazil
,
Romel Corecha Santos
1  Rede SARAH de Hospitais, Brasília, DF, Brazil
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

20 October 2015

06 February 2016

Publication Date:
14 April 2016 (online)

  

Resumo

Herniação medular idiopática é uma causa rara de mielopatia progressiva, especialmente na ausência de história clínica de trauma raquimedular ou cirúrgico. O diagnóstico radiológico é feito por meio de mielotomografia ou ressonância magnética. A medula espinal é deslocada anteriormente, tamponando o defeito dural e levando na maioria dos casos a uma síndrome de Brown-Séquard. O presente estudo demonstra o caso de um paciente do sexo masculino com quadro clínico de mielopatia torácica progressiva. Na investigação clínica e radiológica, foi identificada uma herniação medular idiopática ao nível torácico. Durante a cirurgia, a medula espinal foi reduzida ao local natural, tomando sua forma elíptica habitual, e a falha dural foi reparada com substituto dural. O paciente melhorou da dormência, e houve desaparecimento dos choques nos membros inferiores. A ressonância pós-operatória confirmou a redução cirúrgica da herniação e o restabelecimento de coluna liquórica anterior à medula espinal. Os autores descreveram os achados clínicos, radiológicos e intraoperatórios, bem como a evolução pós-operatória.