CC BY-NC-ND 4.0 · Arquivos Brasileiros de Neurocirurgia: Brazilian Neurosurgery 2018; 37(02): 101-104
DOI: 10.1055/s-0035-1571141
Original Article | Artigo Original
Thieme Revinter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Avaliação do perfil epidemiológico do traumatismo raquimedular de um serviço de coluna do estado do Espírito Santo

Artikel in mehreren Sprachen: English | português
Gabriela Scopel
1  Department of Orthopedy, Santa Casa de Misericórdia, Vitória, ES, Brazil
,
Charbel Jacob Júnior
2  Department of Spinal Cord Surgery, Santa Casa de Misericórdia, Vitória, ES, Brazil
,
Marcus Alexandre Novo Brazolino
2  Department of Spinal Cord Surgery, Santa Casa de Misericórdia, Vitória, ES, Brazil
,
Igor Machado Cardoso
2  Department of Spinal Cord Surgery, Santa Casa de Misericórdia, Vitória, ES, Brazil
,
José Lucas Batista Júnior
2  Department of Spinal Cord Surgery, Santa Casa de Misericórdia, Vitória, ES, Brazil
,
Luciana Carrupt Sogame
1  Department of Orthopedy, Santa Casa de Misericórdia, Vitória, ES, Brazil
,
Thiago Cardoso Maia
2  Department of Spinal Cord Surgery, Santa Casa de Misericórdia, Vitória, ES, Brazil
,
Tadeu Gervazoni Debom
2  Department of Spinal Cord Surgery, Santa Casa de Misericórdia, Vitória, ES, Brazil
› Institutsangaben
Weitere Informationen

Publikationsverlauf

25. September 2015

23. November 2015

Publikationsdatum:
22. Januar 2016 (online)

  

Resumo

Objetivo Analisar o perfil epidemiológico dos pacientes com traumatismo raquimedular (TRM) submetidos a procedimentos cirúrgicos no estado do Espírito Santo, Brasil.

Métodos Foi realizado um estudo transversal e descritivo, baseado na análise de 70 prontuários de pacientes submetidos a procedimento cirúrgico em decorrência de TRM no estado do Espírito Santo, Brasil.

Resultados Um total de 79% dos pacientes era do sexo masculino. A média de idade foi de 44 anos, sendo acidente automobilístico a causa principal de trauma (44%). Metade dos pacientes apresentou lesão em região cervical, e 46% foram classificados como Frankel A, de acordo com a escala Frankel. Nos primeiros 60 dias após a cirurgia, a principal complicação apresentada pelos pacientes foi infecção do trato urinário (ITU). Metade dos pacientes era proveniente da região metropolitana do estado.

Conclusão Os pacientes submetidos a procedimento cirúrgico por TRM no estado do Espírito Santo são predominantemente homens, com idade média de 44 anos, lesão da coluna cervical por acidente automobilístico, e provenientes da região metropolitana. A principal complicação apresentada foi ITU.