CC BY-NC-ND 4.0 · Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2019; 54(02): 178-182
DOI: 10.1016/j.rbo.2017.10.004
Original Article | Artigo Original
Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Published by Thieme Revnter Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Avaliação funcional da reconstrução do ligamento patelofemoral medial em atletas[*]

Article in several languages: português | English
Emerson Garms
1  Universidade Federal de São Paulo, Centro de Traumatologia do Esporte (CETE), São Paulo, SP, Brasil
,
Rogerio Teixeira de Carvalho
1  Universidade Federal de São Paulo, Centro de Traumatologia do Esporte (CETE), São Paulo, SP, Brasil
,
César Janovsky
1  Universidade Federal de São Paulo, Centro de Traumatologia do Esporte (CETE), São Paulo, SP, Brasil
,
Alexandre Pedro Nicolini
1  Universidade Federal de São Paulo, Centro de Traumatologia do Esporte (CETE), São Paulo, SP, Brasil
,
Rafael Salmeron Salviani
1  Universidade Federal de São Paulo, Centro de Traumatologia do Esporte (CETE), São Paulo, SP, Brasil
,
Andre Cicone Liggieri
1  Universidade Federal de São Paulo, Centro de Traumatologia do Esporte (CETE), São Paulo, SP, Brasil
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

21 August 2017

19 October 2017

Publication Date:
10 May 2019 (online)

Resumo

Objetivo Avaliar os resultados clínicos e funcionais da reconstrução anatômica do ligamento patelofemoral medial com tendões flexores em atletas.

Métodos Estudo tipo série de casos, prospectivo, que analisou a reconstrução do ligamento patelofemoral medial em 32 pacientes (34 joelhos). A avaliação funcional foi feita pelos escores Lysholm e Kujala nos períodos pré e pós-operatórios e os fatores de risco envolvidos foram avaliados.

Resultados Dos 32 pacientes analisados, todos obtiveram melhoria dos escores funcionais comparativamente ao período pré-operatório. Pacientes com menos de cinco episódios de luxação prévios obtiveram melhores resultados funcionais. O valor médio de Lysholm no pré-operatório foi de 62,8 e no pós-operatório de 94,3, quanto ao escore de Kujala a média pré-operatório foi de 63,0 e pós-operatória de 94,0.

Conclusão A reconstrução do ligamento patelofemoral medial com enxerto de tendão flexor do joelho em atletas propiciou melhoria dos escores clínicos e funcionais nos pacientes com instabilidade patelofemoral. A perfuração óssea da patela e o posicionamento do túnel femoral devem ocorrer de forma judiciosa.

* Trabalho desenvolvido no Centro de Traumatologia do Esporte (CETE), Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. Publicado originalmente por Elsevier Ltda.