CC BY-NC-ND 4.0 · Journal of Coloproctology 2016; 36(04): 208-215
DOI: 10.1016/j.jcol.2016.04.013
Original Article

Health locus of control, spirituality and hope for healing in individuals with intestinal stoma

Locus de controle em saúde, Espiritualidade e Esperança de cura nos indivíduos com estoma intestinal
Carmelita Naiara de Oliveira Moreira
a  Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS), Pouso Alegre, MG, Brazil
,
Camila Barbosa Marques
a  Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS), Pouso Alegre, MG, Brazil
,
Geraldo Magela Salomé
a  Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS), Pouso Alegre, MG, Brazil
,
Diequison Rite da Cunha
a  Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS), Pouso Alegre, MG, Brazil
,
Fernanda Augusta Marques Pinheiro
a  Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS), Pouso Alegre, MG, Brazil
› Author Affiliations

Abstract

Objective To assess the health locus of control, spirituality and hope of cure in patients with intestinal stoma.

Methods This study was conducted at the Polo of Ostomized People in the city of Pouso Alegre, Minas Gerais. Participants were 52 patients with intestinal stoma. Three questionnaires were applied for data collection: a questionnaire on demographic and stoma-related data; the Scale for Health Locus of Control; the Herth Hope Scale, and the Self-rating Scale for Spirituality.

Results Most ostomized subjects were women aged over 61 years, married and retired. As to the stoma, in the majority of cases these operations were definitive and were carried out due to a diagnosis of neoplasia. Most ostomized subjects had a 20- to 40-mm diameter colostomy, 27 showed dermatitis as a complication, and 39 (75%) used a two-part device. The mean total score for the Scale for Health Locus of Control, the Herth Hope Scale, and the Self-rating Scale for Spirituality were 62.42, 38.27, and 23.67, respectively. Regarding the dimensions of the Scale for Health Locus of Control, the dimension “completeness of health” = 22.48, dimension “externality-powerful others” = 22.48, and dimension “health externality” = 19.48.

Conclusion Ostomized patients participating in the study believe they can control their health and that caregivers and individuals involved in their rehabilitation can contribute to their improvement. The cure or improvement has a divine influence through religious practices or beliefs.

RESUMO

Objetivo Verificar o locus de controle da saúde, espiritualidade e esperança de cura em indivíduos ostomizados.

Métodos Este estudo foi realizado no Polo dos ostomizados da cidade de Pouso Alegre, Minas Gerais. Fizeram parte do estudo 52 pacientes com estoma intestinal. Foram utilizados para coleta de dados três questionários: questionário sobre os dados demográficos e relacionados ao estoma; Escala para Locus de controle da saúde; Escala de Esperança de Herth e Escala de auto-classificação para Espiritualidade.

Resultados A maioria dos ostomizados era do gênero feminino com idade acima de 61 anos, casados e aposentados. Com relação ao estoma, a maioria desses dispositivos era definitiva e as causas para a sua confecção do dispositivo foram, em sua maioria, um diagnóstico de neoplasia. A maioria dos ostomizados tinha uma colostomia com diâmetro de 20 a 40 mm e apresentavam dermatite como complicação; e 39 (75%) utilizavam dispositivos de duas peças. A média do escore total da escala para Locus de controle da saúde, Escala de Esperança de Herth, e Escala de Auto-classificação para Espiritualidade foi de, respectivamente, 62,42, 38,27 e 23,67. Com relação às dimensões da Escala para Locus de Ccontrole da Saúde, foram obtidos os seguintes valores: dimensão integralidade “saúde” = 22,48, dimensão externalidade “outros poderosos” = 20,48 e dimensão externalidade “saúde” = 19,48.

Conclusão Os pacientes ostomizados que participaram do estudo acreditam que podem controlar sua saúde, e que as pessoas envolvidas no cuidado e em sua reabilitação podem contribuir para sua melhora. A cura ou melhora tem influência divina por meio das práticas ou crenças religiosas.



Publication History

Received: 17 July 2015

Accepted: 25 April 2016

Publication Date:
17 February 2021 (online)

© 2016. Sociedade Brasileira de Coloproctologia. This is an open access article published by Thieme under the terms of the Creative Commons Attribution-NonDerivative-NonCommercial License, permitting copying and reproduction so long as the original work is given appropriate credit. Contents may not be used for commecial purposes, or adapted, remixed, transformed or built upon. (https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/)

Thieme Revinter Publicações Ltda.
Rua do Matoso 170, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20270-135, Brazil